Quarta-feira, 16 de Outubro de 2013

Lisboa 3 em 1

 

 

Bem sei que a situação que envolveu o Nuno Marçal, já sabe a sopa requentada, mas como até à data, pelo que sei, ainda não terá havido qualquer reacção do clube organizador do evento, o assunto permanece actual, e como ainda não tive oportunidade de me pronunciar, cá vai.

 

Consta que Sir Francis Bacon terá dito um dia, qualquer coisa como isto:

 

"Quem não quer pensar é fanático, quem não pode pensar é idiota, quem não ousa pensar é um cobarde"

 

Há alguns que se têm por fanáticos, mas que no fundo percebe-se que não passam de idiotas e cobardes.

 

Sir Francis Bacon não conhecia o Carlos Lisboa, senão teria certamente ficado surpreendido por quão tão facilmente o fanático, o idiota e o cobarde, convivem numa única e só pessoa.

 

O que agora aconteceu foi o resultado de uma atitude de um fanático, idiota ao ponto de não ser capaz de antever as consequências do seu acto, no momento e os seus reflexos futuros, e que, quem ouviu a sua justificação percebeu-o perfeitamente, quando confrontado com  o que fez, não ousou admitir o que todos viram.   

sinto-me:
música: Cão muito mau - Boitezuleika
publicado por Alex F às 22:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De general a 17 de Outubro de 2013 às 00:21
“O sr. Nuno Marçal se fosse homem vinha dizer o que realmente se passou. Eu estava presente no restaurante e assisti. Nenhum adepto do Benfica despejou deliberadamente sopa em cima do Nuno Marçal. Aliás a equipa do Maia jantava tranquilamente e sem incidentes, quando um empregado entornou a sopa de forma acidental pedindo desculpas de imediato. Acontece que o sr. Nuno Marçal logo praguejou e insultou, nomeadamente o Benfica. Teve o azar de naquele momento entrar um grupo de adeptos do Benfica que se sentiram provocados e reagiram. Não da melhor forma é certo, mas foi uma reacção. O sr. Nuno Marçal, pelo bom que fez no basquetebol nacional deveria contra a verdade.”

De Alex F a 17 de Outubro de 2013 às 11:34
É uma perspectiva. Talvez se vier a ser repetida o número de vezes suficiente, passe a ser tida como verdadeira. Como a outra de que o Nuno Marçal é que incentivou os adeptos do FC Porto, para que não permitissem os festejos em pleno Dragão Caixa.
Eu não estive presente. Os jornalistas também não. E pelos vistos, tendo em conta as aspas, o comentador também não.
Portanto, para que se mantenha o padrão, fico à espera que venham dizer que a cara do Pedro Proença é que chocou contra o punho de um adepto qualquer.
Obrigado por esta versão dos factos. É bom ver que a tradição ainda é o que era dantes!
De penta1975 a 17 de Outubro de 2013 às 13:30

@ Alex

esse "general" tresanda a "manelinha"...

ps:
ainda não to "disse", mas estou feliz com o teu regresso :D
(e isso é que é mais importante)

abr@ço
Miguel | Tomo II
De Alex F a 17 de Outubro de 2013 às 23:43
Obrigado Miguel.

Quanto ao regresso, como dizia o Santana Lopes, vou andando por aí.

Comentar post

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds