Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Assim Naval!

Estava o Benfica no processo de lamber as feridas abertas pelo jogo em Braga, e eis que lá vem um Everton, nem por isso very british, nem por isso, muito inteligente, nem por isso grande equipa, e que, pelos vistos, continua com um número de baixas, quase tão grande como a função pública portuguesa.

 
Em suma, um excelente unguento para ajudar a cicatrização.
 
Só que isso é lá na estranja. A nível interno, o jogo com a Naval 1º de Maio, bastante distante daquela que, por exemplo, na época passada, mais ou menos por esta altura, foi ganhar ao Dragão, parece o ideal para atingir a plena recuperação.
 
 Mas não há garantias, e o Augusto Inácio não é de fiar. O que fazer então?
 
Ora bem, pôr o amigo Lucílio Baptista a arbitrar o jogo!
 
Ó meus amigos, era preciso tanto? Não lhes chegava qualquer um dos outros, com excepção do Jorge Sousa? Tinha que ser o Lucílio?
 
 
É pá, assim não vale!
 
Os meus parabéns antecipados pela goleada. Acho que até da bancada o Cardozo vai marcar o penáltizinho da ordem…
música: Love, love me do - Beatles
publicado por Alex F às 15:42
link do post | comentar | favorito
|

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

. A merda, segundo o padrão...

. Um treinador de gestão

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds