Domingo, 6 de Abril de 2008

O Meu Sonho Azul

Ontem não festejei o Tri-campeonato do FC do Porto. Se calhar fiz mal, porque com esta trapalhada do "Apito Dourado", foi uma bela oportunidade que nos deram para festejar duas vezes a vitória no campeonato: ontem, e quando atingirmos uma margem, que mesmo que nos retirem os famosos seis pontos, sejamos à mesma campeões!

Os festejos de ontem foram a primeira chapada para aqueles que acreditam em vitórias noutros sítios, que não as quatro linhas. A segunda, se tudo correr bem, e naquilo que depende exclusivamente do FC do Porto, será no próximo jogo com o Benfica.

Faço minhas as palavras do Bruno Alves. Aí é que será o momento de festejar a vitória do Tri-campeonato. Espero que os jogadores do Porto se motivem para esse jogo, e façam um jogo à Porto, como dizia o Camacho.

E já agora, para que a felicidade seja completa, que o Porto dê um banho de futebol, mas que vença, já depois do tempo de descontos, através da marcação de um penálti inexistente, e nascido de uma jogada em que exista um fora-de-jogo não assinalado a um jogador do Porto.

Ah! Isso é que era o nirvana!


Nota: as minhas desculpas à Né Ladeiras, por roubar o título da canção.
publicado por Alex F às 09:25
link do post | comentar | favorito
|

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

. A merda, segundo o padrão...

. Um treinador de gestão

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds