Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

A propósito de prendas, podem embrulhar!

Aqui há dias, à saída do Circo Vítor Hugo Cardinalli, e quiçá, por isso mesmo, houve alguém que iniciou uma daquelas coisas em cadeia, em que quem fica de fora, corre o risco de se lhe encarquilharem as unhas dos pés.  

 

O resultado foi um coro de vozes, daquelas que não chegam ao céu, que vieram botar faladura a propósito das “prendas” que o FC Porto teria recebido ao longo da presente temporada.  

 

O iniciador deste movimento, com a brilhante carreira que fez, antes, mas principalmente, depois de ter representado o FC Porto, devia mas era ter juízo.  

 

Ou por outras palavras, preocupar-se com a sua equipa, e não com a eventualidade de poderem vir a haver "prendas antecipadas, através das quais uns são hoje prejudicados, para serem beneficiados logo a seguir", referindo-se no caso, a “prejuízos verificados (…) no Estádio do Dragão”.  

 

Quem havia de dizer que defrontar duas vezes seguidas o Vitória de Setúbal (para a Taça de Portugal, onde já foi de barco, e para a Liga Zon Sagres), mexia assim tanto com Sua Excelência, o Ministro?  

 

O nosso treinador respondeu à altura, só pecando por defeito. Certamente por esquecimento – pois são tantas, que sempre falham algumas - omitiu o jogo com a Naval 1.º de Maio (dois golos off-side) e, caramba, o jogo contra nós.  

 

Por sua vez, o Cepo que faz as vezes de treinador do Sporting, veio afiançar que "seria fácil enumerar pelo menos meia dúzia de prendas que o FC Porto recebeu". Só não o fez, ao contrário do “André”, “por respeito a todos os intervenientes, incluindo o André”.   

 

Parece-me a mim que, “por respeito a todos os intervenientes, incluindo o André”, devia era enumerá-las, como fez o “André”, para todos sabermos do que é que está a falar, para não dar ares de Octávio Machado, com um bocadinho mais de estatura física, e idêntica estatura moral. 

 

Como ele não o disse, resolvi socorrer-me dos “Casos” que vão sendo analisados no site Zerozero.pt, e na “Liga Real”, do Rui Santos, na SICN. 

 

  

 

 

 

 

(retirado de www.zerozero.pt)

  

 

 

 

 

(retirado de http://sic.sapo.pt/online/noticias/desporto/multimedia/Liga-Real-Tempo-Extra.htm)

 

Convirá ressalvar que, no caso do Zerozero.pt, a apreciação dos casos só vai até à 12.ª jornada (a do Sporting x FC Porto), se bem que a pontuação seja a actual, e ainda, que a decisão sobre os mesmos é tomada por votação.

  

Na “Liga Real”, a única coisa merecedora de ressalva, é o próprio Rui Santos. 

   

E, o que é que se vê, perante estas duas evidências, que valem o que valem, mas ainda assim…?

 

O FC Porto, para além de ser o real, é também o virtual primeiro classificado em ambas as análises. No Zerozero.pt, com 37 pontos (mais dois que na realidade real), e com 33 (menos dois), no Mundo do Rui Santos. 

 

No Zerozero.pt, foram já analisados 17 casos envolvendo jogos com o FC Porto, tendo sido beneficiado em três situações e prejudicado em seis. 

 

Ao nível do segundo classificado também não há grandes modificações a apontar: no Zerozero.pt, teria mais três pontos (somando 30), e no universo paralelo do Rui Santos, pasme-se, os mesmos 27, que efectivamente conquistou até à data. 

 

Teve menos três casos analisados que o FC Porto (14), e os mesmos três a seis, em prós e contras. 

 

O outro clube, cujo funcionário deu origem a esta polémica, curiosamente, tanto num lado como no outro, teria menos pontos do que aqueles que realmente ostenta: menos quatro no Zerozero.pt, e menos três na Liga Real. 

 

Estranho! Então de que é que se queixam? Para o Rui Santos – querem lá ver que é sportiguista, afinal de contas? – foram beneficiados num penálti e prejudicados noutro. 

 

O pior é quando olhamos para o Zerozero.pt.. Em onze casos, foram beneficiados em oito, e nunca prejudicados!

 

Pergunto outra vez: de que é que se queixam? 

 

Bem sei que estas análises não são 100% fiáveis, e que há por ali muito clubismo à mistura num lado, e anti-portismo no outro, mas não haverá sportinguistas a votar no Zerozero.pt? 

 

Uma coisa é certa, com seis (Liga Real) ou com sete pontos de vantagem (Zerozero.pt), a distância entre os dois primeiros classificados não anda muito longe da verdadeira, 8 pontos. 

 

Resultado do famigerado "critério diferente no assinalar de grandes penalidades na Liga de Futebol”, como alega o Prof. Doutor Rei da Chuinga, que não podia deixar de marcar presença em tão elevado debate? 

 

Será? “Se o critério das grandes penalidades fosse igual, tínhamos em relação ao FC Porto uma diferença de pontuação menor, estávamos muito próximos um do outro”.

 

Há alguma dúvida? Critério diferente, pois claro! Para o Zerozero.pt, as situações em que FC Porto e o mais grande do Mundo dos arredores de Carnide foram beneficiados ou prejudicados, são as mesmas: 3 para 6. 

 

Para o Rui Santos, independentemente dos benefícios e prejuízos, a pontuação real e a pontuação virtual das papoilas, é a mesma.

 

Em que é que ficamos, ò caríssimo catedrático? Onde é que estão as diferenças de critério? 

 

Eu digo aonde.

 

Aqui, por exemplo… 

  

 

 

Ou aqui...

 

 

  

 

sinto-me:
música: Big girls don't cry - Fergie
publicado por Alex F às 23:37
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De penta1975 a 15 de Dezembro de 2010 às 16:39
meu caro,

eu nunca acreditei no Pai Natal - só no menino Jesus (o das "palhinhas (http://www.youtube.com/watch?v=LKvnfvyCM3g)", não o «catedrático», entenda-se).

e sempre acreditei que o Sucesso só vem com muito Trabalho - sendo que no Futebol, este revela-se dentro das quatro linhas.
e, no seguimento deste pensamento, que aquele clube cujo nome me recuso pronunciar prefere sempre os jogos de secretaria a uma sã disputa de uma partida de futebol. exemplos não faltam, como a época transacta - a dos "túneis" - ou a vil tentativa de ir à Champions em 2008.

por último, acrescento um gosto musical ao teor do post em questão - e sem pretender insinuar que a escolha musical foi "bera": Cry Wolf (http://www.youtube.com/watch?v=jroHtqrz88Y) dos a-ha.


saudações PENTAcampeãs!

Tomo I (http://www.http://miguel-lima.com)
De Alex F a 16 de Dezembro de 2010 às 11:51
Caro Penta 1975,

Estou a ver que para além do futebol, estamos em comprimentos de onda parecidos, também no que toca à música.
De facto, lembrei-me dessa música dos A-HA, e também do Boys don't cry, dos Cure, e do Don't cry, dos Guns.
Mas, dada a situação, achei que era uma maneira de dizer às "meninas" do costume, para crescerem de uma vez e deixarem-se de choradeiras

Comentar post

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds