Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2011

Caldo verde (e branco)

 

 

 

Duarte Gomes no União de Leiria x Benfica, Carlos Xistra no FC Porto x Marítimo, e Bruno Paixão no Sporting x SC Braga.

 

Um festival de coincidências estas nomeações. Qualquer um destes árbitros é internacional. Qualquer um destes árbitros faz nos jogos em questão o seu quarto jogo nesta temporada em que participam os quatro melhores classificados da Liga anterior.

 

Duarte Gomes e Carlos Xistra, pelo que li, são sportinguistas, e Bruno Paixão, bem quanto a Bruno Paixão não tenho a certeza, mas da mesma maneira que o filme “Casablanca” imortalizou a frase: “We’ll always have Paris”, em relação ao Bruno Paixão, teremos sempre na memória Campo Maior.

 

Além disso, qualquer um deles vai repetir presença num jogo de cada um daqueles clubes. Duarte Gomes esteve no Benfica x SC Braga, em que o Domingos, de tanto querer defender o resultado nem deu luta.

 

Esteve ainda nas ondas revoltas de Coimbra, à 9.ª jornada, quando o FC Porto aí defrontou a Académica local, e no SC Braga x Marítimo.

 

Carlos Xistra repete o FC Porto, uma vez que marcou presença no Vitória de Guimarães x FC Porto, para além de ter estado no SC Braga x Portimonense e no Benfica x Sporting.

 

O Bruno Paixão já apitou o Sporting em casa, contra o Marítimo, logo na 2.ª jornada, e ainda o FC Porto e Benfica fora, respectivamente contra o Nacional da Madeira e o Beira-Mar.

 

Recordando o trabalho de Duarte Gomes em Coimbra, há que ter em conta que em Leiria mora (até ver, enquanto não for despejado do estádio!), o quarto classificado da prova, cujo treinador já deu mostras de que pensa pela sua cabeça, não se deixando ir em subserviências à comunicação social e afins.

 

Para além disso, anda por lá o Sá Pinto. Convinha um árbitro inteligente na condução do jogo, como inegavelmente o é Duarte Gomes (vide Coimbra), e que, no limite, se a coisa der para o torto, os tenha no sítio para assinalar um penálti como o do Jorge Sousa na temporada transacta, que o guindou por escassas semanas, a melhor do Mundo dos arredores de Carnide.

 

Apanhar com o Anti-Hulk Xistra fora de casa é bem mais perigoso do que em casa. Veja-se o caso de Guimarães, onde o FC Porto perdeu os primeiros pontos, e o André Villas-Boas foi expulso.

 

No Dragão, é capaz de haver alguma contenção, que o Xistra, ao contrário do Elmano Santos, ainda não atingiu um estado de sublimação da estupidez, que lhe dê para cometer grandes desvarios. Nunca fiando, a expulsão do Villas-Boas recomenda alguma cautela com eventuais manobras sub-reptícias de provocação.

 

Quanto ao Bruno Paixão, tem o dom de, em jogos do tipo de um Sporting x SC Braga, conseguir ser consensual. Ou seja, desagradar a todos. Acho que vai manter inatacável essa sua capacidade inata.     

 

Vítor Pereira serviu um belo caldo verde (e branco), vamos lá ver se não entorna…

 

 


Nota (actualizado em 2011.01.07): o André Villas-Boas, como se costuma dizer, já se encarregou de passar a mão pelo pêlo do Xistra. Vamos lá ver se o Hulk segue o exemplo, e tem juízo...

sinto-me:
música: Green disease - Pearl Jam
publicado por Alex F às 13:11
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De penta1975 a 6 de Janeiro de 2011 às 19:37
mas que g'anda escolha musical ;)
abraço
De Alex F a 7 de Janeiro de 2011 às 23:43
...e até foi dos mais fáceis. Foi acabar de escrever, levantar a cabeça e dar de caras com o CD na estante!
Bingo!
Obrigado.

Comentar post

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

. A merda, segundo o padrão...

. Um treinador de gestão

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds