Domingo, 20 de Abril de 2008

De vitória, em vitória...

Até à derrota final. Assim foram Fernando Chalana e o Benfica este fim-de-semana.

Assistimos, na sexta-feira e no sábado, a um Fernando Chalana vitorioso, conseguida que foi a grande vitória de ver Jesualdo Ferreira tratar o Benfica pelo nome.

Chalana , que aparentemente terá ficado ofendido aqui à tempos, por Jesualdo se referir ao seu Benfica, como "os do Sul", ficou extasiado por ver que afinal de contas, o treinador do Benfica ainda se lembrava do nome do clube, cujas cores, um dia já havia representado.

O "pequeno genial" entendeu esse gesto como uma prova de respeito, que afastava algo que ultimamente preocupa de sobremaneira os benfiquistas, que é haver pessoas que já passaram pelo clube, a "cuspir no prato em que comeram".

Não me lembro do que terá dito Jesualdo Ferreira, mas ó Chalana , o que ele disse agora, foi que os três clubes que deram mais trabalho ao FC Porto esta época, foram, sem qualquer intenção de ordená-los, o Benfica, o Sporting e o Liverpool.

A partir do momento em que falava também do Sporting, que é do Sul, e que, por exemplo, nos últimos quinze dias, jogou duas vezes com o Vitória de Setúbal, que também é do Sul, e antes jogou com o Belenenses, igualmente do Sul, é natural que nomeasse o Benfica. Senão ninguém o entendia, não é verdade?

Por isso não se iluda. Não foi certamente uma questão de respeito. Aliás, o respeito que o Benfica e o Chalana merecem, é o mesmo que o FC Porto e o Jesualdo Ferreira merecem, e não são precisas lições de moral.

Se o Fernando Chalana foi um grande jogador, o Jesualdo Ferreira tem provado ser um treinador à altura de um clube tricampeão nacional.

No entanto, é sempre gratificante ver que nesse grande clube, que é, sem dúvida, o Sport Lisboa e Benfica, há alguém, que até é o responsável principal pela equipa, ainda que não tenha condições para o assumir, que se preocupa com o que é essencial: o respeito que os adversários lhe devem guardar!

O respeito conquista-se, e quem se dá ao respeito, tem mais possibilidades de ser respeitado. Em futebol, o respeito são as vitórias, e mesmo assim, no caso do FC Porto, nem essas granjeiam respeito.

Para ser merecedor de respeito será melhor que Chalana e o Benfica, façam aquilo que faziam quando ele era jogador, ou seja, ganhar, em vez de reincidir em desculpas sucessivas para os inêxitos .

É do género nice girls go to heaven , bad girls go everywhere ". De virgens ofendidas não reza a história!

...e no domingo, o FC Porto ganhou 2-0.

publicado por Alex F às 23:20
link do post | comentar | favorito
|

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

. A merda, segundo o padrão...

. Um treinador de gestão

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds