Quinta-feira, 24 de Março de 2011

P.V.P. ou “Da influência da cor vermelha enquanto factor de distorção na apreensão da realidade” – Parte I

Este fim-de-semana não há futebol da Liga Zon Sagres, por isso, ao contrário do que o título possa eventualmente sugerir, não é de árbitros ou arbitragem que vou escrever hoje.

 

Aliás, nem vou escrever muito, pois alguém já o fez, e muito melhor, por mim, ou por nós todos, no texto que de seguida se reproduz:

 

“A estranha psicologia das multidões espicaça e multiplica mais facilmente os instintos egoístas e menos sãos das pessoas, provocando um inconsciente descontrolo do domínio individual, para as transformarem em joguete de um delírio contagiante, que a todos cega e lhe não permite a justeza de raciocínios nem a possibilidade de desculpas…o homem deixa de ser pessoa, para se diminuir como indivíduo; e este desce, às vezes, os degraus da dignidade humana, para manifestar toda a falta de respeito que deve a si e aos outros […] Entre o público: são os incitamentos à violência e ao desforço com juros, pois os nossos devem mostrar que o futebol não é para “meninas”, e são as pragas atiradas aos adversários, cujas incorrecções são sempre autênticas “selvajarias”; são os insultos aos árbitros, porque se “deixam comprar pelo clube contrário”, ou porque são “ceguinhos e parciais”…Onde está a ética…Onde está a sociabilidade humana?...E já agora, também e para abreviar, não falaremos do que se passa à saída dos estádios…: as azedas discussões que se prolongam até ao seio das famílias, e que farão passar um mau bocado à mulher e aos filhos só porque o grupo dele perdeu; os assaltos e apedrejamentos aos carros dos árbitros e dos jogadores, etc…”    

 

Este texto é um excerto, julgo eu, de uma intervenção de um tal Arnaldo Duarte, num Congresso Nacional de Futebol, realizado em Lisboa, e consta numa edição(1) efectuada pela Federação Portuguesa de Futebol.

 

Quem teve o infortúnio de, recentemente, passar os olhos pelo papel para forrar fundos de gaiolas de periquitos, terá dado de caras com o quadro que se segue (não sei se haveria por lá algum outro quadro do mesmo género relativo aos incidentes sofridos por outros clubes, porque não tenho periquitos!), e até poderá ser levado, por exemplo, a associar as duas coisas, o excerto e os recentes incidentes.

 

 

Pois bem, aquele texto data de 1964, sendo o seu autor, um dos homens do Estado Novo então vigente.

 

De então para cá, como se vê, pouco evoluímos. Deve ser por isso mesmo que, não havendo nada de novo, alguns, talvez por instinto de sobrevivência, se vêem na necessidade de transmitir de forma selectiva e parcial acontecimentos, esquecendo outros semelhantes ocorridos à relativamente pouco tempo atrás, só que com diferentes intervenientes.

 

 

 

 


(1)Arnaldo Duarte, Congresso Nacional de Futebol, Lisboa, edição da Federação Portuguesa de Futebol, 1964, p. 89

 

Nota: Caso exista no papel para forrar gaiolas de periquitos, algum outro quadro do mesmo género, relativo a outros clubes, agradeço que me informem, para que possa fazer um mea culpa, e rever o que escrevi.

sinto-me:
música: What goes around...comes around - Justin Timberlake
publicado por Alex F às 13:15
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De penta1975 a 24 de Março de 2011 às 18:00
@ Axel

eu também não tenho periquitos lá em casa, só uma periquita - mas isso são outros assuntos ;)

eu só leio o pasquim da Travessa da Queimada às Terças e às Sextas pelos motivos sobejamente conhecidos - são os dias em que "os nossos" lá escrevem.
obviamente que também passo os olhos pelo que por lá se "escreve". mas tenho sempre que me curar com uma leitura imparcial em OJOGO. é que não dá, mesmo!

todo este relambório para te dizer o seguinte: duvido que encontres o que pretendes no pasquim. mas, isso já tu sabes certo? ;)

abraço

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel (penta1975) | Tomo I (http://miguel-lima.com/)

Comentar post

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

.posts recentes

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

. A merda, segundo o padrão...

. Um treinador de gestão

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds