Quarta-feira, 5 de Março de 2014

E se se xaringassem nas putas das desculpas?

 

A fantochada começou com o Helton. No domingo, vi com os meus próprios olhos, e ouvi pelos meus ouvidos, o Abdoulaye a repetir a gracinha.

 

Mas que merda é esta das “desculpas aos adeptos”?

 

Onde é que estamos?

 

O Helton, que já leva uns anitos bons entre nós, deve saber de onde é que partiu esta ideia peregrina das desculpas aos adeptos. Ao Abdoulaye, ainda lhe dou um desconto.

 

Esta parvoíce das desculpas aos adeptos, que me lembre, ou pelo menos, a primeira vez que a vi, estupefacto, começou no período áureo do benfiquista Vale e Azevedo, quando após um mau resultado qualquer, apareceu aos microfones, a falar em nome do plantel, um pesaroso João Vieira Pinto – olha quem! – a pedir desculpas aos adeptos pelo sucedido.

 

Achei a coisa tão aberrante, que nunca me passou pela cabeça ver jogadores do meu clube a enveredar por tal caminho.

 

Falar com os adeptos, como fez o Bruno Alves após a derrota com a Naval 1.º de Maio em 2008, tudo bem. Pedir desculpas?! Tá tudo doido, ou quê?

 

Alguém se importa de explicar àqueles dois de onde é que isto surgiu. Dizer-lhes que isso não é nosso. É coisa doutros lados, doutras gentes, e é daquelas importações que, como tantas outras, dispenso.

 

Será que alguém á capaz de perguntar àqueles rapazes, ou aos colegas, para que é que nós, adeptos, queremos as desculpas?

 

Estamos a marimbar-nos para as desculpas. O que queremos são resultados, vitórias, títulos. Desculpas, não servem rigorosamente para nada.

 

Expliquem-lhes lá, se faz favor, que o que queremos é que façam jus àquela velha sentença de que as desculpas não se pedem, evitam-se.

 

Melhor ainda, que corram, que se esforcem, que lutem, e se possível, que joguem alguma coisa. Se o fizerem, mesmo que não ganhem, quero lá saber de desculpas!

 

Alguém que lhes explique, porque de um treinador que não consegue explicar o inadmissível, de um treinador que se limita a constatar, qual vítima, mas de mais ninguém senão de si próprio, que, no estado actual do clube, é fácil falar mal dele, mas que permitiu que chagássemos a esse estado, e daí para diante, pouco ou nada fez para inverter a situação, não espero tanto.

 

 

 

E que dizer de uma SAD ou de um presidente que preferem segurar um tal treinador, e dar apertões ao plantel, fazendo os jogadores passarem por entre os seus próprios adeptos, numa suposta humilhação de um cortejo de derrotados, reminiscência de um qualquer filme sobre a Antiguidade Clássica?

 

Então e se experimentassem explicar aos jogadores porque é que aqueles adeptos ali estavam, e o que é que estavam a sentir? Ou não sabem? Ou não querem saber, agarrados às muitas vitórias que já lhes ofereceram?

 

Talvez fosse preferível. Talvez assim os jogadores e o treinador percebessem onde estão. Porque a realidade é que parecem confusos, e nem precisam de meter cidades alemãs ao barulho.

 

Se é verdade que ninguém nasce ensinado, então talvez fosse mais indicado ensinar-lhes, em vez de censurá-los ou humilha-los.

 

Se não quiserem aprender, aí o caso muda necessariamente de figura, mas talvez valesse a pena começar por aí.

 

E por favor, cresçam, sejam homenzinhos, e de uma vez por todas, xaringuem-se nas putas das desculpas!

 

 


Nota: Entretanto, foi-se o Paulo Fonseca. Bela prenda de anos! Para nós! Bem, sobre isso, e a entrada do Luis Castro conto falar depois. Para já, queiram ler em pretérito passado as referências anteriores ao ex-treinador.

sinto-me:
música: Walk like a man - Divine
publicado por Alex F às 13:32
link do post | comentar | favorito
|

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds