Sexta-feira, 24 de Abril de 2015

Sinal dos tempos

Muito portista por aí fora precisa de aprender a perder para voltar a saber ganhar”.

 

Li esta frase num texto que o Jorge escreveu recentemente, no Porta 19, intitulado "Culpa".

 

Antes de mais, será talvez conveniente introduzir aqui uma nota prévia.

 

O Jorge, para além de ter para com ele uma dívida eterna de gratidão, por um dia ter entrado no Estádio do Dragão, é na bluegosfera o que mais próximo terei de um role model.

 

Dragão.jpg

 

Quando fôr grande, quero ser o Jorge.

 

Dito isto, direi também que compreendo onde ele quer chegar, e cada vez mais tendo a subscrever a mensagem que transmite, embora volta e meia tenha recaídas.

 

Como se não bastassem as milhentas desculpas esfarrapadas que aparecem nas horas das derrotas: os árbitros, o Vitor Pereira, as prioridades, o Lopetegui, a rotatividade, o Quaresma, os assobios, o Tózé, a chuva, o sol, o alinhamento de Júpiter com Saturno, o caralho que foda, e por aí adiante, ainda temos de gramar com as culpas e os culpados.

 

E, consequentemente, com o alijar das responsabilidades dos que pretendem não ter culpa no cartório.

 

No entanto, confesso que fiquei chocado. Costuma ser assim com os conceitos inovadores.

 

Se há temática que nunca me passou pela cabeça ver tratada na bluegosfera, a necessidade de algum portista, quem quer que ele seja, ter de aprender a perder, é o caso.

 

Deve ser um sinal dos tempos.

 

Eu, a última coisa que quero é aprender a perder. Muito simplesmente, porque não quero perder.

 

Perder é uma merda, foda-se! Ponto final. E é tudo quanto sei e quero saber sobre o assunto.

 

Perder é bom para os outros. Ficam tão bonitinhos nesse papel. Chiam, choram, gritam, culpam enfurecidos este Mundo e o outro, inventam desculpas mirabolantes.

 

Fica-lhes bem, assenta-lhes que nem uma luva, e fazem-no com a desenvoltura de quem a isso está habituado. Para quê mudar o que está bem?

 

Eu não quero aprender a perder. Fora de questão. Aceito que não se pode ganhar sempre, e até poderá ter o seu quê de pedagógico, mas, macacos me mordam se algum dia me passar pela cabeça aprender a perder.

 

E, apesar de tudo, enquanto portista, o mais natural é que nunca venha a perder um número de vezes suficiente sequer para uma introdução à matéria, quanto mais para aprofundá-la.

publicado por Alex F às 22:11
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De reinemargot a 25 de Abril de 2015 às 11:08
Acho muito bem que quando for grande queira ser como o Jorge P19 !
(e, por isso vou ficar à espera que cresça!...hehehe!)

O que o Jorge queria dizer - e acho que o Alex F entendeu - é que não foi porque o porto ganhava que éramos porto. Éramos porque éramos . Porque era o nosso clube, porque sempre foi. Porque as cores são lindas ( e, assim deveria ser a bandeira nacional) porque tem qualquer coisa de teimosia e perseverança ser-se de um clube que os outros odeiam, porque - no nosso caso - era o clube da nossa cidade, porque éramos uma minoria e ainda assim volta e meia - em transmissão para o país inteiro - numa tarde soalheira de domingo dávamos 4 secos ao maior e mais grande !!

Hoje, pelo contrário, há que dar desculpas quando se perde - e a melhor desculpa é o ataque! - porque o encanto só surge nas vitórias... e nas vitórias por esmagamento! (em "wishful thinking" somos uma espécie de bayern!)

(E, isto digo eu, que fico sem falar depois das derrotas, não consigo adormecer, e rosno durante dois intensos dias de luto interior!... - )

abraços
De Alex F a 25 de Abril de 2015 às 11:31
E eu concordo inteiramente com ambos.

Simplesmente, há não muito tempo, perder não entrava sequer no nosso léxico, digamos, mensal.

Vá lá, às vezes, no trimestral. Quanto mais aprender a perder. Era desnecessário.

É aí que quero voltar. Se não perdermos, podemos continuar ignorantes nessa matéria. Especialmente amanhã!

Abraço

Comentar post

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds