Quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Só para ter a certeza…

Afinal, o Tozé é menos portista porque simulou uma falta e tentou sacar um amarelo ao adversário, ou porque o fez naquela jogada com o Martins Indi, e contra o FC Porto?

 

É que eu lembro-me do Paulinho Santos a sair do relvado estendido na maca, e a fazer o sinal de OK (infelizmente, não consegui localizar na net a imagem alusiva. Se alguém quiser fazer o favor, esteja à vontade).

 

Alguém vai querer pôr em causa o portismo do Paulinho Santos? E não se preocupem com a resposta que derem, que, quase de certeza, ele não lê este blog.

 

Agora, vamos lá por imagens.

 

Se quisessem escolher uma imagem que simbolizasse a mística do FC Porto, a superação de si próprios, o pensar no outro como em si mesmo, a luta aguerrida até ao último instante, o Ser Porto, o sentir a chama azul e branca no sangue, o pulsar do fogo da determinação e da garra nas veias, o fazer do impossível o possível, do ganhar e crescer independentemente de quem está do contra, do outro lado, a congeminar na sombra (descrição de mística do FC Porto, do Ser Porto, ou do portismo, como quiserem, retirada, com a devida vénia, do blog Porto Universal), qual das imagens escolhiam?

 

Esta, onde estes senhores festejam no encerramento do nosso pior campeonato dos últimos 30 anos, uma vitória no Dragão sobre o já campeão nacional, que viria a conquistar também as Taças de Portugal e da Liga:

 

10255121_655234137878877_3689579725972271875_n

 

Ou esta, onde um Senhor chora após a conquista de um hexa, sim hexacampeonato de andebol?

 

João Pinto Hexa

 

Eu tenho a minha resposta, não deixem que a maiúscula em “senhor” os influencie na Vossa.

 

Voltarei a este assunto, dependendo das respostas, se as houver.

publicado por Alex F às 13:42
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Pedro a 19 de Novembro de 2014 às 17:40
é pá,

deixa ver:
- o paulinho fez aquela fita jogando contra o porto???

fonix, custa assim tanto aceitar que o tozé foi um puto nojento, pró lampionico mesmo, no lance com o indi (e só falo deste lance)?
De Alex F a 19 de Novembro de 2014 às 22:17
Antes de mais, obrigado Pedro por se ter dado ao trabalho de dizer de sua justiça.

Depreendo portanto, que a questão tem mais a ver com o facto de o caso se ter passado com o FC Porto.

Pois bem, quanto a mim, naquela ocasião o Tozé foi apenas pragmático e profissional.

Fez o que tinha a fazer no momento e fê-lo em benefício do emblema que representa. Tal como o Paulinho Santos. Não foi bonito? Pois não, mas às vezes o fairplay é uma treta!

Se tivesse procedido de outra forma, como o Eusébio, o Jorge Ribeiro ou o Makukula, que tanto criticámos pelos seus comportamentos quando defrontaram o seu anterior ou futuro clube, então estaríamos perante um mau profissional.

Maus profissionais e portistas, é que é coisa que me custa a aceitar.

Obrigado, uma vez mais.
De Alex F a 19 de Novembro de 2014 às 22:19
Quero dizer maus profissionais e, simultaneamente portistas, ou seja, compatibilizar ambos.

Dá para perceber? Espero que sim.
De Pedro a 20 de Novembro de 2014 às 10:03
Vamos lá ver:

- o tozé foi um mau profissional nesse lance (e volto a frisar nesse, pois no penalty houve quem participasse com ele no lance), pois foi totalmente desleal. PONTO.

- Do Paulinho Santos não me ouviu dizer que fez bem ou mal, e sim obviamente que após ver a fita, foi algo que não me orgulha, mas tenho para mim que pegar num lance de há 15 anos para justificar um ato de merda de um jogador do qual o clube tem 65% e que se saiba sempre foi bem tratado, parece-me querer estar a justificar o injustificável.

- O Tozé só tinha que jogar, marcar o penalty, e respeitar toda a gente em campo, e a parte final não o fez....


Estar a defender neste ponto o Tozé, é coloca-lo ao nível de um gandhi e deitar por terra o sentimento de muito portista que se sentiu defraudado por ele ter sido desleal com o INDI

Teria piada ver as reação dos defensores do tozé (eu que passei 1 ano a ver jogos da B só por causa dele) se ele aos 40 minutos de jogo tivesse conseguido expulsar o INDI e por consequência nós não tivéssemos tido nenhum tipo de resultado positivo... seria um exercício interessante, mas eu até avanço um culpado nesse hipotético cenário: Seria a sad ou a administração ou o camandro, pois o tozé só está em campo porque o deixaram, ou porque o dispensaram para rodar, e estando em campo ele pode ser o palhaço que quiser ser, pois no passado já la tivemos muitos palhaços.... puff....

Portismo soft é o que hoje em dia muitos de nós sofrem....

Eu fã incondicional do tozé durante muito tempo, nesse momento fiquei com ele atravessado e nem cheguei a ter que opinar sobre penalties e outra cenas....

De Alex F a 20 de Novembro de 2014 às 13:59
Ah, então o Tozé foi mau profissional, ponto final.

É que do comentário inicial fiquei com a ideia de que a questão se prendia com o facto de ter acontecido o que aconteceu, precisamente contra o Porto.

Aí, estamos parcialmente de acordo. Também concordo que não foi um bom profissional, tal como o Paulinho Santos, cujo exemplo trouxe à colação, não para justificar o que quer que fosse, mas apenas para isso, exemplificar.

E exemplificar que, para mim, o comportamento do Tozé, não sendo de um profissionalismo exemplar, dentro da lógica do que é o fairplay nos dias que correm, não é uma prova inequívoca de maior ou menor portismo, e acima de tudo, do ponto de vista profissional, para mim, volto a frisar, foi menos grave do que se tivesse alterado o seu comportamento, apenas porque jogava contra nós, como os outros que indiquei fizeram.

Quanto ao portismo soft ou hard, ou meio cá, meio lá, tenho alguma dificuldade em aplicar uma escala para medi-lo, portanto, não o faço comigo, mas principalmente com os outros.

Cumprimentos
De Pedro a 20 de Novembro de 2014 às 15:09
Não foi mau profissional, foi um puto nojento ressabiado no lance com o INDI.

e claro que só o discuto porque sou portista, porque foi contra o clube que lhe paga, e não gosto de dar a outra face, em estar permanentemente com meias medidas....

Não querer ver o lance da simulação do tozé com o INDI, e não o censurar, é para mim portismo soft...

Porque é que será que o nosso grande RUI BARROS, e repito RUI BARROS, se envolveu nas bocas que foram mandadas ao tozé??? Porque é que nós portistas não tomamos o lado do Rui Barros????

Porque hoje em dia o portismo soft está instalado, porque temos portistas que se indignam com uma noticia de merda do record que fala em apertos, mas não se indignam com um jogador que ainda é nosso, no qual o clube ainda acredita, e que fez o que fez contra nós..

Pergunta: Porque é que não se fizeram posts com esse lance do Tozé sobre um dos que hoje em dia nos defende (INDI) e se fizeram post só a discutir se ele foi bom ou mau profissional. Eu volto a repetir, ele foi um grande profisisonal durante 95% do jogo que o seu clube o deixou disputar, e em 5% do jogo borrou totalmente a pintura e perdeu claramente (pelo menos) 1 apoiante.

De Alex F a 20 de Novembro de 2014 às 22:14
Que quer que lhe diga Pedro?

Que o seu portismo hard me parece ter bastantes semelhanças com os exemplos de benfiquismo que enunciei?

Que sendo assim, prefiro de caras aquilo que chama de portismo soft?

Penso que já percebi o seu ponto de vista, e acho que também já terá percebido o meu.

Agradeço-lhe a sugestão do Indi como tema para um próximo post, e em vez de lançar mais questões, deixo-lhe também uma sugestão tipo "faça você mesmo":

Porque é que não se dedica você mesmo a escrever sobre os temas que acha pertinentes, em vez de esperar que outros o façam.
De Pedro a 21 de Novembro de 2014 às 10:55
Alexandre,

Não necessita ficar na defensiva....

Julgo que tem um blog com a caixa de comentários aberta, correto?

Se é para evangelizar e pregar a sua palavra, fecha a caixa, é muito simples e deixa de ter de aturar portistas como eu.

Eu estou a escrever sobre os temas pertinentes, não me tem lido o que lhe tenho escrito aqui no seu blog? Julgo que o exercício que faço é o mesmo.

Já agora, se quiser pode-me explicar como o meu portismo hard se identifica com os exemplos de benfiquismo?

E já agora, podia partilhar a sua opinião sobre o lance do Toze´(jogador do FCP) que num jogo contra o FCP, que o FCP o deixou jogar, em quem o FCP ainda acredita, fez com o INDI, jogador atual do FCP.

Volto-lhe a fazer a pergunta: Se o Tozé conseguisse ter explulso o INDI, ainda tinha feito este post sobre a sua defesa, ou ai a temática do post seria outra?
De Alex F a 21 de Novembro de 2014 às 14:00
Bem, vamos por partes.

Começando pelo fim. Se no lance sobre o Tozé tem sido marcada falta, e estamos no domínio dos "ses", provavelmente em primeiro lugar, censuraria o árbitro, por assinalar uma falta inexistente.

Provavelmente, censuraria o jogador por ter feito fita. E digo provavelmente, porque como já disse, o fairpaly é, cada vez mais, uma treta.

Agora, o que eu garanto é que, se soubesse que o jogador, por estar a jogar contra nós tinha tido um comportamento diferente daquele que teria numa qualquer outra situação igual, aí sim, o rapaz não teria água para se lavar.

Ou seja, se tivesse feito o mesmo que os jogadores que citei, e que, posso estar enganado, mas foi o que me pareceu estar a defender.

Quanto à parte da evangelização. Eu não pretendo evangelizar quem quer que seja com este blog. Aliás, este blog deve ter para aí umas vinte visitas por dia. Digamos que, como evangelizador, estava feito...

Escrevo porque gosto, e nem sequer é para matar o tempo livre, e expresso aquilo que penso.

Há quem goste, e pelos vistos quem não goste. É como tudo na vida.

A caixa de comentários está aberta por opção minha. E ainda bem, porque se não fosse assim, talvez não tivéssemos tido este interessantíssimo diálogo (não sei se já reparou, mas não há muitos comentários por aqui!).

Volte sempre que é um prazer aturá-lo.
De Anónimo a 20 de Novembro de 2014 às 21:38
https://www.youtube.com/watch?v=iZoY6BUDFU4
De Alex F a 20 de Novembro de 2014 às 22:16
Obrigado Anónimo pela sua atenção.

É mesmo a isso que me referia.
De Pedro a 21 de Novembro de 2014 às 14:53

"Ou seja, se tivesse feito o mesmo que os jogadores que citei, e que, posso estar enganado, mas foi o que me pareceu estar a defender."
Totalmente ao lado essa sua interpretação....

Fdx Alexandre está pró dificil....

Quando é que eu sequer falei do Tozé no lance do penalty?

Quando é que disse que ele simulou, ou que ele deveria ter falhado o penalty....

Já percebi que para si uma simulação de um jogador do FCP quando joga com o FCP, só é algo passivel de censura porque:

- Arbitro foi iludido (o problema não é quem ilude, e muito menos esse que ilude ser jogador do nosso clube)
- o tempo (as condições propiciaram que o tozé escorregasse ao passar pelo indi e entrou-lhe um pedaço de relva no olho, dai ele se ter agarrado À cara e ter feito com que o jogo fosse interrompido para uma equipa de cirurgioes lhe retirarem com uma pinça esse pedaço de relva)
- a comunicação social, pois ela tem um papel preponderante na construção de uma ideia contra o FCP, a que o arbitro acedeu, e o tozé em 3ª instancia desempenhou o papel de mensageiro...
- As naçoes unidas, pois não estão a fazer o suficiente por proteger os direitos das crianças
- UE porque permite lies bosman’s e com isso impede que os tozés desta vida nãop joguem pelo fcp, mas o possam fazer contra o fcp...
- o fair play ....

Hiperbolizei, e estupidifiquei, obviamente, e não me leve a mal, mas a minha questão com o tozé é muito simples:
- os portistas acham que ele esteve bem quando tentou expulsar sem nenhum tipo de razão o INDI???

É só esta a questão que eu tenho com o tozé, e posso estar a ser muito radical, mas acho que a acção que ele teve define uma parte relevante do seu carater, e por isso correndo o risco de estar errado, em mim não terá um apoiante quando e se regressar ao fcp. Não terá um detrator, mas apoiante seguramente não terá pelo menos enquanto não me provar que estou redondamente errado e que o que ele fez com o indi foi algo que não se repete....
Não me parece que seja uma pergunta dubia, e é somente este o ponto que discuto, nem sequer quero saber de makukulas e jorges ribeiros....
De Alex F a 21 de Novembro de 2014 às 17:18
Mas eu também não estou a falar do lance do penálti. O lance de que falo é o da simulação sobre o Indi. Talvez não me tenha expressado convenientemente.

E, pelos vistos, o problema afinal não é ter ele ter feito que fez contra o FC Porto especificamente, mas tê-lo feito, pura e simplesmente. É o que depreendo da parte final do comentário, ou o "algo que não se repete" só se aplica aos jogos connosco?

Ele é jogador do FC Porto? A camisola dele era amarela, e não tinha riscas azuis. Mas isso é secundário.

Acho que apenas divergimos na graduação que atribuímos à falta. Para si, o que ele fez foi um crime de lesa carácter, contra o FC Porto ou contra qualquer outro.

Para mim, é uma falta que passa nas malhas do fairplay da treta, desde que seja feita igualmente contra o FC Porto ou contra outro clube qualquer.

Se fizer contra outros e não contra nós, apenas e porque apesar de não ser nosso jogador, tem um vínculo ao FCP, acho eu que isso é que será verdadeiramente censurável.

Comentar post

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

. A anormalidade normal

. Ser ou não ser, um apelo ...

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds