Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

É da “poncha”

Então não é que, apesar do protocolo, direito de preferência, ou lá o que lhe quiserem chamar, que aparentemente deve incluir no seu clausulado a leitura pública de comunicados, o actualmente jovem e promissor jogador do Varzim SC, de nome de guerra Neto, a crer no que se lê, está de malas aviadas para a Madeira, para representar o Nacional daquela ilha?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É que nem sequer segue para o Maritmo, vai mas é precisamente para o rival.

 

Segundo reza a notícia, parece que o facto de que, pese embora esteja em fim de contrato, e por isso, o seu clube de origem ter direito, pela lei de compensação de clubes, a ser indemnizado, terá afastado a concorrência.

 

O Nacional, pelos vistos, terá encontrado forma de contornar o problema.

 

Irá pagar em "poncha"?

 

 

 

Um que se deve meter na “poncha” é este…

 

 

A SAD do FC Porto resolveu interpor uma acção judicial contra o tipo, pelas alarvidades que proferiu numa entrevista.

 

Queixa-se o fulano que se prontificou para colaborar com o Ministério Público (alô, Dr.ª Morgado!), com o propósito de esclarecer algumas situações, e que foi tudo arquivado, o que não me surpreende.

 

Desconheço qual a validade do “hear say” (ouvi dizer) no ordenamento jurídico português, mas se for como no anglo-saxónico, é claro que teria de ser tudo arquivado.

 

Este indivíduo, quando diz que o FC Porto trata as pessoas como guardanapos, de certeza absoluta que só pode estar a referir-se a algo passado com outra pessoa, porque no caso dele, quanto muito, só serviria como papel higiénico, e ainda assim, vai lá, vai.

 

 

Por sua vez, o treinador da equipa que vamos defrontar na 25.ª jornada, devia estar sob o efeito de outro tipo de “poncha”, quando falou à Renascença (e lá estou eu a falar de coisas de que não devo…). Por via das dúvidas, o teste do balão talvez não fosse demais. Ou um teste de matemática, mas das Novas Oportunidades, só para dar mais hipóteses…

 

Espero que o anterior, seguindo o raciocínio do “saco azul” do FC Porto, no caso do Kléber, se prontifique a ir queixar-se ao Ministério Público, para ver esclarecido o misterioso desaparecimento de três pontos nas contas da Liga ZON Sagres.

 

E quanto ao outro, o que será que ele sabe, que nós não sabemos? Estamos a cinco jornadas de ir à Cesta do Pão, e o resultado já se sabe? Baixou Zandinga nele? Vão fazer “buuuu!” quando lá chegarmos, e pensam que damos a volta à caminéte? Ou o sonho da vida dele era apresentar o “Vamos jogar no Totobola”?

 

Contar com o ovo no cú da galinha, é natural, só que às vezes, também vem caca.

sinto-me:
música: A mula da cooperativa - Maximiano de Sousa (Max)
publicado por Alex F às 19:03
link do post | comentar | favorito
|

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. É da “poncha”

.Facebook

.Let's tweet again!

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds