De Manuel Vila Pouca a 2 de Fevereiro de 2013 às 14:12
Meu caro, até pode haver quem ache que tenho a mania da perseguição, mas como sou do tempo em que eramos uns tipos bestiais - não ganhavamos era nada! -, ninguém me tira da cabeça que há manobras concertadas, colunistas, paineleiros e afins, com o objectivo claro de denegrirem sistematicamente a nossa imagem.

Quanto há Taça da Liga, ainda não há decisão, quando houver e se for desfavorável, nada de fonte do F.C.Porto disse isto e aquilo, assumpção clara de responsabilidades, nada de arranjar bodes expiatórios... Mesmo que a Taça da Liga não seja uma prioriddae.

Abraço
De Alex F a 3 de Fevereiro de 2013 às 00:04
Caríssimo,
Não sendo eu desse tempo, mas por pouco, tenho a certeza absoluta de que há uma estratégia concertada nesse sentido. Senão vejamos. Tomemos o exemplo da televisão: o Sílvio Cervan e o Rui Gomes da Silva, fazem parte dos corpos socias de um certo clube. O António-Pedro Vasconcelos, inicialmente crítico da direcção, reune-se com o Vieira, e de um dia para o outro, passa a ser um dos seus maiores defensores. Agora, é o Gobern. Por algum motivo o Machado Vaz foi afastado, ou não será sssim? O Seara é que, talvez por motivos políticos, anda um bocado mais apagado.

Eles sabem como se faz, ou o Gobern, naquele Trio d' Ataque a que me refiro não tivesse insinuado que da nossa parte, também havia concertação entre os comentadores. Qual será o tipo de concertação que o tipo vê ser possível entre homens como Rui Moreira, Guilherme Aguiar ou Manuel Serrão? Quanto muito o Miguel Guedes.

Quanto ao episódio da Taça Lucílio Baptista, independentemente da decisão que venha a ser tomada, que tenho muitas dúvidas nos venha a ser favorável - caía o Carmo e a Trindade, se assim fosse - o que me faz espécie é que as interpretações e teorias sobre a validade da aplicação daquele regulamento, surgiram em blogs portistas, e não de fonte dita oficial.

O clube limitou-se a abordar a questão da marcação do jogo para aquela hora, os blogs é que, bem quanto a mim, se dedicaram a analisar e explorar as eventuais lacunas da lei.

Seja como fôr, a norma é estúpida. Basta ver que o Sporting não pode adiar o jogo com os outros, porque após um jogo internacional, a equipa principal só tinha direito a 48 horas de descando, e as equipas B têm que ter 72 horas?! Ridículo!

Não me admirava nada que a alguém do nosso lado passasse pela cabeça que aqueles jogadores não poderiam eventualmente alinhar.

Abraço
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres