Sábado, 5 de Março de 2011

Vida, ó vida

Os apaniguados de um certo e determinado clube, vai não vai, enchem a boca para voltar à carga com aquela história vista, revista, julgada e arrumada, do árbitro que foi tomar um cafezinho a casa do presidente do FC Porto, na véspera de dirigir um jogo da nossa equipa.

 

Ainda recentemente, o árbitro que vai estar no Dragão para ajuizar o nosso próximo embate, esteve para mais de duas horas, precisamente na casa desses adeptos. E alguém se queixou? Bem, queixou-se o Couceiro, mas, até à data, que se saiba, foi o único.

 

 

 

Quer dizer, os árbitros dos nossos jogos podem ir à casa deles, mas não podem vir à nossa. É isso?

 

É assim a vida. Ó vida.

 

música: Life, oh life - Des'ree
sinto-me:
publicado por Alex F às 00:11
link do post | comentar | favorito

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Coisas diferentes, talvez...

. O efeito Mendes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds