Sexta-feira, 6 de Janeiro de 2012

Habemus arbiter!

 

Foi difícil, mas finalmente lá temos árbitro para a nossa deslocação a Alvalade. De entre os árbitros vetados pelo Sporting, os árbitros que vetaram o Sporting e os que o mais grande do Mundo dos arredores de Carnide veta para jogos do FC Porto e do Sporting, não restavam muitas alternativas.

 

Pedro Proença foi o escolhido. Sem dúvida que seria também a minha primeira escolha. Hoje por hoje, e pese embora alguns dislates por si cometidos em desfavor do FC Porto, que não fazem jus à sua auréola de melhor juiz nacional, e estou a lembar-me assim de cor a recente final da Supertaça, ou no jogo da grande cabazada, o penálti por marcar por mão do Sálvio, é um dos poucos, se não o único juiz que oferece algumas garantias de imparcialidade.

 

Pelo menos, parece-me a mim que, quando erra não o faz por flagrante incompetência, como a maior parte dos outros, e acima de tudo, não lhe vejo uma predisposição para errar sempre a favor ou contra os mesmos. Quando erra, é porque erra, e pronto.

 

Esta época ainda não nos arbitrou, com excepção do tal jogo da Supertaça. Vai então estreiar-se fora de casa. Com o nosso oponente esteve na derrota caseira com o Marítimo.

 

A escolha de Cosme Machado para Leiria, depois da sua exibição em Vila do Conde, soa quase tanto a prémio como a ida de Duarte Gomes à Arábia Saudita. O nosso amigo Cosme é um daqueles árbitros amorfos, que ainda não decidiu para que lado é que cai, embora vá revelando algumas tendências preocupantes.

 

Na época passada Cosme Machado foi para os entendidos de vermelho, o pai da derrota na Cesta do Pão contra a Académica do Jorge Costa. Isto mesmo depois de ter expulso o nosso Addy, mas, segundo aqueles entendidos, ter deixado por marcar um número indeterminado de grandes penalidades a favor da equipa da casa: de três, para uns, até cinco, para aqueles mais realistas.

 

Em Leiria, com os da casa com ordenados atrasados e com dois jogadores pretendidos ou contratados recentemente pelo mais grande do Mundo dos arredores de Carnide, Cosme Machado vai ter a responsabilidade de, caso o FC Porto não vença, assegurar o primeiro lugar na tabela para os visitantes. E é rapaz para isso. Que o diga o Rio Ave. 

 

sinto-me:
música: So many men, so little time - Miquel Brown
publicado por Alex F às 13:13
link do post | comentar | favorito

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Coisas diferentes, talvez...

. O efeito Mendes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds