Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

Citizen é nome de relógio

Aproxima-se a passos largos, que não de coelho, o nosso embate com o primeiro classificado da Premier League.

 

Ontem, o SC Braga alombou com dois do clube mais português em prova, depois de uma expulsão, daquelas que, enfim…

 

Hoje, é um jogo mesmo à medida do mais grande do Mundo dos arredores de Carnide. Se com temperaturas normais, para nós, nesta altura do ano, os homens correm o que correm, com não sei quantos graus negativos, então é que vai ser correr a bom correr. Até dispensavam o avião para o regresso.

 

Ainda não me consegui decidir se vou torcer por eles ou não. Dentro daquela lógica de que, marcando presença em mais uma prova, mais dispersariam as atenções, e isso poderia contribuir para potenciar as nossas parcas probabilidades de renovar o título, faria sentido apoiá-los.

 

Por outro lado, lá em casa todas as torneiras são Zenite. Desconfio que estes anos todos de partilha do mesmo tecto vão ditar a sua lei.

 

Bem, vamos lá ao Manchester City, o tal dos “citizens”. 

 

 

 

(Chelsea - Arsenal - West Ham) 

 

Como disse há tempos, vi bocados dos jogos do nosso adversário contra o Chelsea (a primeira derrota na Premier) e contra o Arsenal, e agora, mais um resumo alargado do desafio do fim-de-semana passado, contra o West Ham.

 

Fica-me a ideia de que este embate conosco se poderá traduzir em termos tácticos, num desencaixe perfeito entre as duas formações.

 

Passo a explicar. O lado mais forte do City, do ponto de vista defensivo, é o direito. Normalmente, o homem que por lá anda, pouco ou nada (como se isso fosse possível numa equipa inglesa. Mas é!) se adianta no terreno. Assim ao jeito do Maicon.

 

O nosso lado mais forte no ataque é o direito. Isto, se por lá andar o Hulk. Como o mais provável é que ele jogue ao meio, que o Djalma lhe faça as vezes. É o que espero.

 

Na esquerda, quando joga o Clichy, é uma espécie de Álvaro Pereira. Mas animem-se, que é pior que o nosso. O problema é que nos três jogos, o Clichy só jogou num, e foi para a rua.

 

O defesa-esquerdo beneficia ainda do facto de o trinco, usualmente o Gareth Barry cair para esse lado, e ainda de que o médio que por aí aparece - o Milner, se o Silva flectir para a direita - se revelar menos ofensivo que o colega do outro lado.

 

Contudo, contra o West Ham, aquilo que vi, foi que a defesa pouco ou nada subiu. Aliás, o que se viu foi o City marcar um golo, e fechar-se na retranca, à boa maneira italiana.

 

A meio-campo têm uma maior tendência para pender para a direita, até porque é desse lado que surge, em movimentações mais verticais o Yaya Touré, que entretanto já regressou como finalista derrotado da CAN. Resta saber se jogará.

 

Para ajudar, ainda para lá descai de quando em vez o David Silva, que troca de flanco e deambula por todo o lado, ainda que partindo preferencialmente da esquerda.

 

Este poderá vir a ser um dos motivos pelos quais poderemos necessitar de algum ácido acetilsalicílico. Outro, será a mobilidade do Kun Aguero e do Mário Balotelli, também se jogar.

 

Estes tipos têm a mania de jogar com dois avançados, o que me parece que poderá causar alguns dissabores. O mais adiantado, fica para um dos centrais. E o outro? Para o lateral direito ou para o trinco?

 

Quando vi o Maicon a defesa-direito, pensei que essa questão estaria resolvida. Agora já não tenho a certeza.

 

O David Silva é outro caso. Normalmente, joga à esquerda, onde, do nosso lado, desconfio que aparecerá o Lucho, cuja apetência defensiva poderá ficar aquém do desejável. Mas raramente se fixa nessa posição, o que poderá neste caso ser uma vantagem, mas dificulta a marcação.

 

Para não passar apenas por “problemólogo”, e dando-me a ares de “solucionólogo”, sugiro para este jogo o James.

 

E não, não me estou a juntar ao coro daqueles que querem o puto em campo à força toda. É uma questão estratégica. Se, como disse antes, o lado direito da defesa deles é o mais forte defensivamente, e o médio desse lado, o mais ofensivo, espetamos-lhe com o James, que foge para dentro e assim poderá escapar à marcação do lateral, deixando caminho para o Álvaro Pereira, com o João Moutinho a dar uma ajudinha defensivamente.

 

É um bocado básico, não é? Pois é. Estou sem imaginação. Assim à primeira vista são as situações de desencaixe mais evidentes.

 

Admito que, apesar de tudo, estou confiante. O Manchester City que vi no fim-de-semana, é mais defensivo que o que vi em Dezembro, e jogando fora de casa, poderá não causar excessivos problemas. São os genes italianos do Mancini.

 

E historicamente, demo-nos bem com outra equipa azul-cueca treinada por ele treinada, a Lazio.

 

Vamos lá repetir a dose, cientes de que, do outro lado, como contava um velho professor meu de Biologia, que um aluno lhe respondera, quando questionado sobre os tipos de aves existentes, vamos ter pássaros, passarinhos, passarões, aves de gaiola e cucos.

 

Estes começaram a armar-se em cucos, vamos ver se lhes acertamos as horas.
 
 
 

Nota: Fiquem descansados que ainda não estou totalmente desfasado da realidade, nem num fuso horário diferente- Comecei a escrever este texto à hora de almoço, e só o terminei mais tarde. Entretanto, o jogo do Zenit já começara originando a incongruência entre a hora de início do dito jogo e a decisão sobre quem torcer. Uma coisa vos garanto: as torneiras cá de casa vibraram com o resultado. E eu também não fiquei muito triste!

música: Hot in the city - Billy Idol
sinto-me:
publicado por Alex F às 19:22
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De José Coelho a 16 de Fevereiro de 2012 às 09:27
Se gostas de descobrir ''Coisas Giras'' mete um ''gosto'' na seguinte ligação:
http://www.facebook.com/hojedescobri

Comentar post

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Coisas diferentes, talvez...

. O efeito Mendes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds