Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Il Cornuti

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Análise de Bruno Prata: Mancini enganou Vítor Pereira dando-lhe a bola

 

1. O FC Porto conseguiu, aparentemente, controlar o jogo durante mais de uma hora, mas foi sempre incapaz de controlar os contra-ataques do Manchester City, uma equipa inglesa travestida de italiana, pelo menos no que diz respeito ao cinismo. O resultado acabou por ser muito castigador e vergonhoso para o ainda detentor da Liga Europa, que protagonizou a situação insólita de sofrer um golo aos 19 segundos depois de, imagine-se, ter perdido a bola logo na saída de bola. Tão ou mais inadmissível num clube que já gasta mais de cem milhões de euros por época acabaram por ser os dez minutos de delírio total em que o FC Porto sofreu três golos de rajada. Um castigo que penaliza cada vez mais Vítor Pereira, cuja única via possível de salvação passou a ser agora a Liga portuguesa. E já nem é certo que isso baste para lhe garantir o lugar...

 

2. Roberto Mancini foi um avançado genial. O mais normal seria que aproveitasse tantos craques de primeira água que tem à sua ordem para formar um dupla atacante de respeito. Mas, relativamente ao "onze" inicial que apresentou no Dragão, limitou-se a trocar o génio louco de Balotelli pelo não menos genial mas ainda mais rápido Agüero. Balotelli ficou no "banco", tal como Dzeko. Mancini pode ter sido um emérito avançado, mas vestiu mesmo a pele de treinador italiano. E só isso explica que depois do resultado no Dragão e do golo mais rápido pelo menos deste ano na Liga Europa tenho aceitado dar o comando de jogo ao FC Porto. Tudo porque a sua estratégia (4x2x3x1) passava pela aposta no erro alheio e nas saídas rápidas para o contra-ataque. Tudo ao contrário do que era norma no futebol inglês e pouco de acordo com um plantel confeccionado a golpes de petrodólares. Mas Mancini não quer saber dos 700 milhões de euros já investidos pelo xeque Mansour e não teve dúvidas em pedir a Nasri (esquerda) e David Silva (direita), dois craques de primeira água, que funcionassem muitas das vezes com segundos laterais. E a verdade é que bastaram mais três ataques rápidos para criar outras tantas oportunidades e o caos na defesa portista. Dois jogadores bastavam para criar o pânico: Touré baralhava e depois Aguero partia a louça. Sete dias depois, o primeiro precisou de apenas poucos segundos para repetir a abertura que já tinha valido o golo de Agüero no Dragão.

 

3. O FC Porto tinha mais bola, mas circulava-a como num ataque de andebol, da esquerda para a direita e vice-versa. Sem conseguir entrar na área. James dava continuidade ao jogo, mas não criava desequilíbrios. E a mobilidade do tridente atacante (Varela surgiu amiúde no meio) não bastava para criar desequilíbrios nas duas linhas recuadas do City.

 

4. A estatística ajuda a compreender o jogo. Faltou agressividade ao FC Porto, que só cometeu oito faltas, metade das do adversário. Teve mais cantos (8-4) e mais remates (17-9), mas só acertou três vezes na baliza, ao contrário do City (5).

5. O FC Porto pagou a argúcia do adversário, mas também o excesso de erros próprios. O principal réu foi Rolando, que esta época teima em fazer disparates e em deixar a equipa em inferioridade numérica. Otamendi falhou o lançamento antes do contra-ataque no 1-0. Maicon esteve disparatado no segundo golo, colocando Dzeko em jogo. Alex Sandro arriscou em demasia no passe para Fernando no lance do 3-0 e Sapunaru cortou mal a bola na jogada do 4-0. Do lado portista, foi um jogo em que praticamente ninguém saiu inocente. A começar pelo treinador, que nunca percebeu que Mancini lhe deu a bola para o enganar".

 

Diz a sabedoria popular que "o corno é sempre o último a saber". O Bruno Prata é um dos poucos comentadeiros da nossa prática pelos quais ainda tenho alguma consideração e gosto de ouvir e ler. É inteligente e consegue manter alguma objectividade e isenção nas análises que faz.

 

Por isso, transcrevi a sua a sua última crónica no Público, que desmonta por completo a visão que o nosso treinador teve do jogo com o Manchester City, e que, pelo que vi, ouvi e li, me parece bastante mais próxima da realidade dos acontecimentos.

 

Meu Caro Vítor Pereira, errar toda a gente erra. Admitir o erro, é não só um sinal de inteligência, como também meio caminho andado para emendar a mão.

 

Como disse um dia Mário Soares, naqueles tempos em que ainda dizia qualquer coisa de jeito, "só os burros é que não mudam".

 

Não o tenho em conta como sendo burro, Caro Vítor, mal andaríamos nós se assim fosse, como tal, venha de lá aquele golpe de asa que vai dar a volta a isto tudo. São só dois pontos, caramba!

 

 

música: Tourada - Fernando Tordo
sinto-me:
publicado por Alex F às 00:05
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De penta1975 a 24 de Fevereiro de 2012 às 01:45
@ Alex

sem saber, acabei de escrever algo parecido lá no estaminé que poderá parecer recalcado desta tua brilhante prosa (mais uma!).
só não me socorri do Bruno Prata ;)

somos Porto! (http://tomoii.blogspot.com/2011/11/do-ser-porto.html), car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893 (http://tomoii.blogspot.com/p/vencer-desde-1893.html)»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

Miguel | Tomo II (http://tomoii.blogspot.com/)
De reine margot a 24 de Fevereiro de 2012 às 11:00
Lindo comentário, mas a questão não é saber se o homem foi enganado., a questão é saber o que o Bruno Prata teria feito sentado no banco de treinador!
A perder a eliminatória por 2-1 deveríamos ter feito o quê? Ficar todos atrás da linha da bola? E, a perder por 3-1 logo no início do jogo, fazíamos o quê?
Só tínhamos um caminho. tendo sido concedido ou não, tínhamos que arriscar e tentar. E, foi o que fizemos.

Calro que a equipe do City é melhor. Trigo limpo, farinha amparo!

O que já me chateia é ver todos estes inteligentes durante e depois do jogo.
Se fosse jogador dedicava as próximas vitórias a cada um e a todos estes entendidos!

De penta1975 a 24 de Fevereiro de 2012 às 12:17
@ reine

não pronuncio sobre a "boniteza" do meu comentário, mas sim sobre o que deveríamos ter feito - e no meu pressuposto de treinador de bancada (ainda não diplomado) e que não recebe um tusto ao final do mês pela responsabilidade de mandar umas larachas de quando em vez.

é claro que sofrer um golo aos dezanove segundos é um soco no estômago que não lembra ao diabo.
mas também "sei" que (i) comigo, o Varela bazava do jogo ao final de dez minutos; que (ii) colocava a única referência de área em jogo (os índices de motivação do Kléber devem andar altíssimos); que (iii) apostava no Sapunaru como lateral direito; que (iv) arriscava num meio-campo com Fernando, Lucho, Moutinho e Defour , com uma dupla atacante constituída por Hulk e Kléber (logo um 1-4-4-2).

mas também sei que (e como não me canso de escrever lá no meu estaminé) este City não é superior ao nosso FC Porto.


saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)
Miguel | Tomo II (http://tomoii.blogspot.com/)
De Alex F a 24 de Fevereiro de 2012 às 13:50
@Reine Margot,

Concordo inteiramente consigo. O que importa, de facto, não é saber se o nosso treinador foi ou não enganado. E menos ainda se o Bruno Prata faria ou não melhor do que ele. Não é ele o nosso treinador, e que se saiba, nem é previsível que o venha a ser futuramente.
O que me preocupa, fundamentalmente, tendo em conta a visão a a leitura que o Vítor Pereira fez do jogo, é não conseguir perceber até que ponto, voluntária ou involuntariamente, não se andará a enganar a ele próprio. E pior ainda, que só o venha a descobrir ou admitir, quando todos nós tivermos já a certeza absoluta disso. E da maneira mais dolorosa!

Comentar post

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Coisas diferentes, talvez...

. O efeito Mendes

. Quando uma coisa é uma co...

. O acordo necessário e a n...

. No limiar da perfeição

. In memoriam

. FC Porto 2016/2017 - Take...

. A quimera táctica do FC P...

. No news is bad news, (som...

. Poker de candidatos

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds