Sexta-feira, 27 de Julho de 2012

Da nobre arte de desconversar ou, por outro lado...

Ainda há pouco mais de uma hora, discutia numa reunião de família a aquisição do Pavilhão Atlântico, pelo consórcio de Luís Montez, pelo consócio de Luis Montez, genro do Presidente desta nossa República, alavancada pelo Banco Espiríto Santo (BES).

 

Beneficiando da minha condição de anfitrião, aproveitei a ocasião para puxar a brasa à minha sardinha, e introduzir na conversa algo que desconhecia até ao Sábado passado, e ao debate sobre as modalidades de alta competição no FC Porto: que o orçamento do basquetebol do clube mais grande do Mundo dos arredores de Carnide, duplicava o da nossa finada SAD de basquetebol. "De onde é que vem o dinheiro?" - perguntei.

 

A associação entre as duas questões resultaria da participação do BES na gestão e suporte do fundo das estrelas.

 

Resposta, quase imediata, de um dos benfiquistas presentes: "Se tivessem ganho o campeonato, não tinham desistido, e estava tudo bem!"

 

Perdão?! Mal consegui conter o riso e retorquir: "O que é que uma coisa tem a ver com a outra? Não é essa a questão. A questão é: de onde é que vem o dinheiro?"

 

Silêncio. Típico.

 

Se repararmos bem, esta situação é recorrente ad nauseam.

 

Soube-se recentemente, que o presidente daquele clube foi castigado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em 45 dias em 2.500 euros, aparentemente, apenas por, imagine-se, chamar filho da p..., a alguém que, por incrível que pareça, poderá ter sido Luís Duque.

 

E contra quem é que o castigado se insurge?

 

 

 

Obviamente Fernando Gomes, o presidente da FPF, cuja eleição já apoiou, por duas, DUAS, vezes, e que, ao que parece, quererá colocar como Secretário-Geral do organismo a que preside, um tal de Tiago Craveiro, conotado com o FC Porto.

 

Desta vez, é este o bode expiatório empregue para demonstrar que o presidente da FPF não dá mostras de conseguir fazer frente à influência do FC Porto, designadamente, nos Conselhos de Arbitragem e de Disciplina da Federação.

 

Notam aqui algum padrão de comportamento?

 

O mais engraçado é que, depois, todos dizem que estão contra o próprio presidente! Como, se pensam e agem tal e qual como ele? Coincidência?! Só pode ser.

 

Pergunto-me se isto não será apenas para criar uma cortina de fumo, ou um mini-tsunami de indignação, que sensibilize os conselheiros na hora, dia, mês, ano, século, em que se dignem a tomar uma decisão em relação ao treinador daquele clube. O tal processo, lembram-se? Aquele que se arrasta já desde...ui, ui!

sinto-me:
música: Cry - Godley & Creme
publicado por Alex F às 00:05
link do post | comentar | favorito

.Outubro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Da nobre arte de desconve...

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds